45º Congresso

DIOGO MONTEIRO

Professor Adjunto ESECS – Politécnico de Leiria; Investigador Integrado no Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A1 – 10.15h | 11.30h
APRESENTAÇÃO: Abandono e Persistência na Natação: o que sabemos e para onde queremos ir?

LEILA MARQUES MOTA

Participação em 4 Jogos Paralímpicos ; Vice-Presidente Comité Paralímpico Portugal, Chefe de Missão Portuguesa aos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020; Médica especialista em Medicina Geral e Familiar e pós-graduada em Medicina desportiva

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A4 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Moderadora da sessão “Natação paralímpica: que adaptações para o sucesso?”

NUNO QUINTANILHA

Treinador da atleta Susana Veiga; Campeã da Europa 50L; Recordista da Europa 50L; Vice Campeã do Mundo 100L.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A4 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Natação paralímpica: que adaptações para o sucesso?

DANIEL VIDEIRA

Nadador paralímpico que alcançou finais em todas as últimas competições internacionais destacando-se a obtenção de duas medalhas no Europeu 2018 e um sexto lugar em Tóquio 2020.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A4 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Natação paralímpica: que adaptações para o sucesso?

GONÇALO NEVES

Diretor Técnico da Piscina Municipal da Lousã e Treinador da Associação Louzan Natação. Licenciado em Educação Física, e detentor do curso de Treinador de Desporto de Nível 3 de natação pura, 10 vezes convidado pela Federação Portuguesa de Natação, para representar Portugal em competições internacionais, destacando-se a presença no Campeonato da Europa de Juniores em Kazan e no WPS World Championships – FUNCHAL

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A4 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Natação paralímpica: que adaptações para o sucesso?

PEDRO ROQUE

Director Desportivo do Comité Olímpico. Licenciado em Educação Física, com mestrado em Gestão da Formação Desportiva.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A5 – 16.45h – 18.00h
APRESENTAÇÃO: moderador na mesa redonda É possível encontrar o equilíbrio em equipas com estrelas?

RICARDO SANTOS

Treinador principal do Sport Lisboa e Benfica, equipa que integra diversos nadadores elite como Diana Durães, Miguel Nascimento, Victoria Kaminskaya.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A5 – 16.45h – 18.00h
APRESENTAÇÃO:  É possível encontrar o equilíbrio em equipas com estrelas?

LUÍS CAMEIRA

Treinador principal do Sporting Clube de Braga, responsável principal pela preparação de nadadores como Tamila Holub e José Paulo Lopes.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A5 – 16.45h – 18.00h
APRESENTAÇÃO:  É possível encontrar o equilíbrio em equipas com estrelas?

VÍTOR FERREIRA

Treinador do Louzan Natação Clube, responsável pela preparação dnadadores como Gabriel Lopes e Camila Rebelo.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: A5 – 16.45h – 18.00h
APRESENTAÇÃO:  É possível encontrar o equilíbrio em equipas com estrelas?

JOSÉ VILAÇA-ALVES

Professor AuxilIar da Universidade de Trás-os-Montes e Alto e Membro Integrado do Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano. Especialista em Strength and Conditioning.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A6 – 10.15h | 11.30h
APRESENTAÇÃO: Como construir força e potência nas diferentes fases da carreira?

RICARDO FERNANDES

Investigador do LABIOMEP e docente da FADEUP; Diretor da comunidade APTN-Ciência.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A7 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: Moderador da sessão “Quais as evidências mais recentes sobre a periodização do treino em natação pura e análise de prova?”

VICENTE JAVIER CLEMENTE SUÁREZ

Dr. em Sport Performance; Dr. em Biomedicina; BS. em Ciências do Desporto; BS. em Psicologia; BS. em Nutrição; membro da seleção nacional de natação de Espanha; Treinador da Seleção Nacional de Triatlo.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A7.1 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO:  A base dos Novos Modelos de Periodização na Natação

ANA GAY PÁRRAGA

PhD em Laboratório Aquático;  Faculdade de Ciências do Desporto da Universidade de Granada, Espanha. As suas atividade de investigadora focam-se no estudo das alterações biofísicas com a utilização de equipamento de natação e análise de competição.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A7.2 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO:  A análise de competição contribui para melhorar o desempenho da natação?

PEDRO MOROUÇO

 Diretor da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Leiria.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A8 – 14.30h – 15.45h
APRESENTAÇÃO:  moderador da sessão Estratégias nutricionais para o rendimento desportivo

RUI ESCALEIRA

Cirurgião Geral. Pós-graduado em Medicina Desportiva. Diretor Clínico do Departamento Médico para o Alto Rendimento (DMAR) da Federação Portuguesa de Natação.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A8.1 – 14.30h – 15.45h
APRESENTAÇÃO: “a atualizar”

CLÁUDIA MINDERICO

Licenciada em Educação Física e Desporto e em Ciências da Nutrição, com Mestrado em Nutrição Clínica e Doutoramento em Condição Física e Saúde na especialidade de Composição Corporal. Integra a área de Nutrição na Direção de Medicina Desportiva do Comité Olímpico Português.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A8.2 – 14.30h – 15.45h
APRESENTAÇÃO: Estratégias nutricionais para o rendimento desportivo

HELDER FREITAS

Treinador principal e coordenador desportivo de polo aquático do Vitória Sport Clube (Campeão Nacional da 1ª Divisão masculino; Bi-campeão nacional da 2ª Divisão). Técnico superior de desporto, Câmara Municipal de Felgueiras.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A9 – 16.00h – 17.30h
APRESENTAÇÃO:  moderador da sessão Que modelo para o Polo-Aquático Nacional?

ANTÓNIO MACHADO

Treinador Tri-campeão Nacional Feminino e Selecionador Nacional Feminino – Sport Lisboa e Benfica.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A9 – 16.00h – 17.30h
APRESENTAÇÃO:  Que modelo para o Polo-Aquático Nacional?

TIAGO SANTOS

Treinador de Pólo Aquático do Club Natacion Rubi (ESP), com passado como treinador masculino e feminino campeão nacional no Clube Fluvial.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A9 – 16.00h – 17.30h
APRESENTAÇÃO:  Que modelo para o Polo-Aquático Nacional?

VITOR MACEDO

Treinador campeão nacional masculino do Vitória Sport Clube e treinador adjunto da seleção nacional masculina de polo aquático.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: A9 – 16.00h – 17.30h
APRESENTAÇÃO:  Que modelo para o Polo-Aquático Nacional?

CÉSAR SANTOS

Diretor Executivo e coordenador editorial da SportMagazine – Revista de Treino Desportivo, editor e gestor da Quântica Editora, coordenador comercial e gerente da Booki – Livros Técnicos.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B1 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Moderador da sessão Que tendências e boas práticas de comunicação e marketing para as nossas organizações desportivas?

NUNO ALBUQUERQUE

Jornalista da Swim Channel-Portugal e comentador RTP; licenciado em Ciências Sociais; MBA ‘Sports Management’; Técnico de natação desde 1986 (grau II); diretor técnico de Escolas de Natação desde 1994; técnico de shorinji-kempo (grau II) e presidente da FPSK.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B1 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Que tendências e boas práticas de comunicação e marketing para as nossas organizações desportivas?

SUSANA COSTA

Responsável de Comunicação do Clube Fluvial Portuense desde 2013. Licenciada em Ciências da Comunicação pela UP e mestre em RP e Publicidade pela UM. Ligada desde sempre às modalidades aquáticas de competição, primeiro na Natação Pura e mais tarde no Polo Aquático.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B1 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Que tendências e boas práticas de comunicação e marketing para as nossas organizações desportivas?

JOAQUIM SOUSA

Jornalista desde 1999. Fundador e Diretor do Jornal Online Chlorus. Diretor Geral da Associação de Natação do Norte de Portugal e jogador de polo aquático (ex-internacional).

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B1 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Que tendências e boas práticas de comunicação e marketing para as nossas organizações desportivas?

PEDRO SOARES

Presidente da Assembleia Geral da APTN; Doutorado em Ciências do Desporto.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: moderador da sessão Que potencial (e identidade) para o turismo desportivo nacional das atividades aquáticas?

AVELINO SILVA

Presidente da Associação de Natação da Madeira; Doutorando em Ciências do Desporto na Universidade da Beira Interior.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: Que potencial (e identidade) para o turismo desportivo nacional das atividades aquáticas?

DIVA COBRA

Ex-Presidente do Conselho de Administração da DESMOR / Centro de Alto Rendimento de Natação.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: Que potencial (e identidade) para o turismo desportivo nacional das atividades aquáticas?

DANIEL VIEGAS

Diretor Técnico Nacional (DTN) para as Águas Abertas

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: moderador da mesa redonda Como (trans)formar a sua escola de natação de águas abertas?

ANDRÉ SANTOS

Fundador e CEO da SwimTogether, a primeira empresa portuguesa especializada em treinos, passeios e viagens de natação em águas abertas.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Como (trans)formar a sua escola de natação de águas abertas?

BIANCA ACCIOLY

Treinadora do Grupo de Iniciação ao Triatlo no Clube Olímpico de Oeiras; Licenciada em Ciências do Desporto e Treinadora de Grau II em Triatlo.

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Como (trans)formar a sua escola de natação de águas abertas?

MIGUEL DÁBRIO

Salesianos Wellness Center de Manique. Escola de Natação certificada pelo programa “Portugal a Nadar” .

DIA: 15 de outubro
SESSÃO: B2 – 15.15h – 16.30h
APRESENTAÇÃO: Como (trans)formar a sua escola de natação de águas abertas?

NUNO BATALHA

Vice Presidente da Federação Portuguesa de Natação; Professor auxiliar na Universidade de Évora.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B6 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: moderador da mesa redonda Ensino multidisciplinar – que mudanças organizacionais e metodológicas?

CARLA ROMANEIRO

Coordenadora Técnica e Natação Artística do AMINATA – Évora Clube de Natação

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B6 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Ensino multidisciplinar – que mudanças organizacionais e metodológicas?

PEDRO MORAIS

Mestre em Treino de Alto Rendimento Desportivo; Diretor Técnico das Piscinas Municipais de Paços de Ferreira; Coordenador Técnico da Escola de Natação do Clube Aquático Pacense.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B6 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Ensino multidisciplinar – que mudanças organizacionais e metodológicas?

SIMÃO MARINHO

Licenciado em Ciências do Desporto – Especialização em Natação; Mestrado em Ed. Física; Treinador Grau III; Coordenador da Escola Municipal de Natação de Felgueiras.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B6 – 10.15h – 11.30h
APRESENTAÇÃO: Ensino multidisciplinar – que mudanças organizacionais e metodológicas?

NUNO GARRIDO

Professor auxiliar na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Membro da equipa diretiva da Associação Portuguesa de Técnicos de Natação (APTN).

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B7 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: Moderador da sessão “Que novas estratégias de prevenção de afogamento devemos usar nas aulas de natação infantil?”

ALEXANDRE TADEIA

Presidente da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores e da BÚZIOS-Associação de Nadadores Salvadores de Coruche. Diretor Pedagógico da Escola de Formação de Nadador-Salvador Profissional FEPONS
Professor convidado da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B7.1 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: Estatística de Afogamento e Estratégias de Prevenção

ANA DE SOUSA ROSA CORISCO

Responsável pelo Sector de Aprendizagem e Desenvolvimento Prático da Federação Francesa de Natação (FFN). Formadora em meio-aquático na FFN. Professora de natação. Formadora de primeiros socorros, suporte básico de vida e formação de bombeiros.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B7.2 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: Que estratégias para crianças de 4-6 anos em termos de prevenção de afogamento?

LÉA MEKKAOUI

Doutoranda na Universidade de Lille, França. O seu trabalho centra-se no desenvolvimento da literacia aquática em crianças dos 6 aos 12 anos na Europa. Este quadro conceptual tem o duplo objetivo de evitar que as crianças se afoguem, mas também de lhes permitir o envolvimento no meio aquático a longo prazo.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B7.3 – 11.45h – 13.00h
APRESENTAÇÃO: ALFAC project: How to develop aquatic literacy level of children aged 6 to 12 in Europe.

SUSANA CASEIRO

Licenciatura em Educação Especial e Reabilitação; Modulo 1: Halliwick Concept, leccionado por Johan Lambeck; Curso Básico de Watsun orientado por Linda Lehman; Curso “Natação para Bebés” pelo CEF; Trabalho desenvolvido com grupos de jovens e adultos em Natação Adaptada na OASIS – Organização de Apoio e Solidariedade para a Integração Social; Trabalho com crianças e jovens com deficiência na área da Natação Adaptada e Hidroterapia APPC Leiria.

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B9 – 16.00h – 17.30h
APRESENTAÇÃO: Quais as possibilidades de intervenção psicomotora em meio aquático?

ANA RITA MATIAS

Prof.ª Auxiliar na Universidade de Évora; Licenciada em Educação Especial e Reabilitação (FMH-UTL); Mestre em Psicologia Educacional (ISPA); Doutorada em Motricidade Humana-Reabilitação (FMH-UNIV. Lisboa); reconhecida como perita pelo Fórum Europeu de Psicomotricidade (FEP)

DIA: 16 de outubro
SESSÃO: B9 – 16.00h – 17.30h
APRESENTAÇÃO: Quais as possibilidades de intervenção psicomotora em meio aquático?